A tecnologia pode levar a cultura ao seu próprio renascimento

Ideia 2 de 99.

A principal característica da revolução industrial foi a produção em massa, mas o que de fato provocou uma mudança radical no mundo não foi o maquinário, mas sim o aumento exponencial da distribuição de produtos.


A facilitação do acesso aos bens de consumo fez com que mais pessoas tivessem acesso vários produtos e tais produtos foram alterando seu modo de viver e pensar. Contudo, os produtos mais massificados de hoje não são físicos e por não serem, sua abrangência aumentou ainda mais.


No mundo atual onde a maioria de nós possuímos um dispositivo móvel, os aplicativos podem influenciar mais em nosso modo de pensar e viver do que os mais famosos filósofos da história.


Independente de qual aplicativo ou software seja, pouquíssimos deles criaram algo totalmente novo. As pessoas já assistiam filmes antes da Netflix, já ouviam música no toca fitas antes do Ipod, já gravavam vídeos antes do Youtube. As plataformas não fizeram nada de novo, elas apenas pegaram comportamentos já existentes e usou a tecnologia para aumentar a distribuição e acesso, criando assim novas formas de consumo.


A tecnologia não é o fim, mas sim o meio. A Cultura precisa adotar a tecnologia para ampliar o seu alcance, melhorar sua produtividade e qualidade de seus produtos, criar novas formas de experiência, obter outras fontes de receita, aprender e compartilhar mais conhecimento e, principalmente, usar a tecnologia para se conectar com as pessoas, pois somente com o apoio das pessoas que a cultura poderá ter uma Nova Era: O Renascimento da Cultura.


Por Gleison Nascimento, fundador da Clubean.

© 2020 por Clubean

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Facebook