Business Intelligence aplicada ao setor cultural

Ideia 39 de 99.

No mundo de hoje não basta ter informações, é preciso ter informações de forma estruturada para saber o que fazer com elas. No setor cultural onde tanta coisa inovadora acontece a todo momento, as informações se tornam primordiais.


O mercado corporativo possui uma prática bastante interessante chamada BI - Business Intelligence que consiste em obter informações de mercado, de parceiros, fornecedores e concorrentes para melhorar a tomada de decisões, contudo a diferença de apenas “estar por dentro” é que nesta prática o conhecimento é transformado em dados e informações para serem manuseadas quando preciso.


Em muitos mercados o BI possui um papel estratégico e vital para o funcionamento das empresas, pois abre possibilidade para novas oportunidades de resolver problemas ou criar e executar ações de adaptação e inovação.


Ter informações qualificada de agente culturais de interesse ajudará na identificação daqueles podem ser consultados rapidamente quando uma ideia de ação conjunta surgir.


Técnicas de BI podem ser praticadas com sistemas feitos exclusivamente e até com planilhas. Assim os espaços culturais podem fazer o registro de informações dos agentes do mercado e ainda reportar o status de sua relação com eles, facilitando o trabalho de quem vier a gerir sua carteira de parceiros no futuro.


Cada agente do mercado que o espaço cultural possui informação qualificada pode contribuir em algum momento em sua jornada e o BI ajuda a identificar estas oportunidades com mais precisão.


Criatividade e inteligência lado a lado geram oportunidades.

© 2020 por Clubean

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Facebook