Networking cultural precisa ser estratégico

Ideia 36 de 99.

Construir relações sólidas é a base do sucesso em diversos segmentos, pois quanto maiores são as conexões, maiores são as trocas de informação e conhecimento.


Quando estamos munidos de informações qualificadas podemos tomar melhores decisões e as ações que decidimos ditam os rumos de nosso futuro. Ter uma rede onde seja possível compartilhar aprendizados e questionamentos pertinentes aumenta a probabilidade da geração de conhecimento para resolver problemas e surgir novas oportunidades. Mas para ter efetividade não basta ter o chamado Networking, é preciso fazer bom uso dele.


Ter um networking estratégico vai além de conhecer diversos agentes, pois o foco não é a aquisição de cartões de visita, mas sim na construção de relações. Boas relações. Manter relacionamentos sólidos exige cuidado e dedicação, cujos benefícios compensam o esforço.


Para os agentes culturais, ter contato com demais agentes além do próprio segmento pode abrir possibilidade para ações inovadoras e que tragam melhores resultados para o público consumidor de cultura, facilitando a criação de ações conjuntas.


Praticar networking estratégico não consiste apenas em conhecer muitas pessoas do ramo. É preciso escrever e até planilhar organizadamente os agentes e suas características para enxergar boas oportunidades quando elas surgirem e, principalmente, ter em mãos o contato dos responsáveis de maneira mais rápida.


O produtor cultural está inserido em uma área dinâmica e pode ao longo de sua carreira atuar com diversas segmentações da cultura, por isto é sempre bom ter boas relações para não deixar a impressão ruim que surge naquele "oi, sumido".


Não importa qual seguimento de produção cultural o outro esteja, ambos tem um elo de ligação que facilita a criação de um relacionamento: a preocupação pela cultura.


Juntos e de maneira estratégica, somos mais fortes.




© 2020 por Clubean

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Facebook